ANTT propõe reajuste nas tarifas de pedágios

O aumento na tarifa buscarecompor receitas perdidas pelas concessionárias de rodovias

Em decorrência da pandemia da Covid-19 e do isolamento social, as rodovias brasileiras tiveram redução no tráfego de veículos. Com o objetivo de reduzir os impactos econômicos, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), propôs um aumento no valor dos pedágios para os próximos meses.

A proposta busca recompor receitas perdidas pelas concessionárias de rodovias. Segundo a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), o prejuízo estimado é de R$ 1,3 bilhão no período de março e junho do ano passado, fase de restrições da primeira onda do coronavírus.

Em abril, a ANTT autorizou a alta de 48% nas tarifas cobradas por pedágios da Rodovia BR-153, que liga a cidade de Marabá (PA) ao município de Aceguá (RS). Com 3.585 km de extensão, seu percurso passa pelos estados do Pará, Tocantins, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Com o reajuste, o valor passou de R$ 5,20 para R$ 7,70. De acordo com a concessionária que administra a rodovia, o aumento será destinado para a realização de obras de duplicação nos trechos de maior tráfego da BR-153, a fim de garantir a fluidez no trânsito e melhorar a segurança dos usuários.

O aumento já havia sido proposto em março deste ano. Porém, logo que os novos preços foram estabelecidos, a ANTT determinou que o antigo valor fosse retomado. Dessa forma, os condutores voltaram a pagar R$ 5,20 até 16 de abril, data em que a Deliberação  nº 134 entrou em vigor e autorizou o reajuste de 48%.

Por: Julia Veroneze

Preços atualizados dos pedágios da Rodovia BR-153 – Imagem: Triunfo Transbrasiliana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *