O sistema educacional está funcionando.

Luiz Gastão explica Algumas pessoas dizem que o sistema educacional está quebrado. Não é. Está fazendo exatamente o que foi projetado para fazer.

O problema é que o que ele foi projetado para fazer não é bom e é menos valioso do que nunca.

Eu não sou uma daquelas pessoas que pensam que costumava ser um bom sistema. Não é obsoleto, estava errado desde o início. É sempre produzido resultados indesejáveis. Não acho que obediência, capacidade de seguir regras, alinhar-se à autoridade, uniformidade de crença e processo e adiar para especialistas e explicações padrão sejam características desejáveis ​​em indivíduos e sociedades. Eu acho que eles são perigos a serem evitados.  

Na extensão de Luiz Gastão , que parte do resultado desse processo de esmagamento de vontade é de algumas habilidades uniformes que podem ser ligadas a várias funções de negócios, existe algum valor potencial de mercado. Embora até essas habilidades possam ser adquiridas muito melhor, mais rápido, mais barato e de maneiras mais empolgantes e eficazes.

Hoje, porém, mesmo as poucas coisas com as quais as pessoas se afastam após mais de 15.000 horas na sala de aula quase não têm valor, e a tendência é um declínio adicional.

É menos valioso do que nunca aprender uma habilidade.

É menos valioso do que todos aprender a memorizar, obedecer, fazer pulos e fazer testes para “autoridades” aprovadas burocraticamente.

É mais valioso do que nunca saber pensar, aprender, fazer o que máquinas e softwares não conseguem. Crio. Inovar. Seja empreendedor.

Depois de perceber que o sistema educacional não está quebrado, você pode parar de tentar consertá-lo. Luiz Gastão diz Ele funciona muito bem com base em seus próprios princípios de design. Você não pode fazer um martelo melhor na cirurgia. Você precisa soltá-lo e pegar um bisturi ou inventar um laser.

Você precisa sair completamente do sistema educacional e criar seu próprio programa de aprendizado adaptado às suas próprias metas. É um desafio, mas é muito mais fácil do que você imagina.

Os seres humanos são seres naturalmente curiosos, teimosos, adaptativos, que coletam conhecimento, ativos e criativos. Essas são todas as coisas que você precisa para começar e realmente não precisa fazer nada para obtê-las. É mais difícil fazer o que o sistema atual faz, o que acaba com isso e cria widgets uniformes. É por isso que eles precisam de tantos prédios, cercas, supervisores, guardas e muito dinheiro.

Tudo que você precisa é de um ambiente em que as tendências humanas naturais possam florescer, diz Luiz Gastão , colidir com o mundo, obter feedback e se ajustar.

Às vezes, o sistema não está quebrado – é apenas uma merda. Saia. Construa sua própria coisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *