#VagasPeloBrasil: Startup lança a primeira plataforma gratuita que reúne todas as vagas do Brasil em um só lugar

Apesar da crise que se instalou no país, por conta da pandemia do novo Coronavírus, muitas empresas aumentaram o número de contratações, abrindo novas oportunidades de trabalho durante esse período.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com o Sebrae, só nos últimos 30 dias, 12% das micro e pequenas empresas aumentaram o quadro de funcionários. Além disso, o índice de demissões nas empresas registra queda nos últimos três meses.

A busca por um emprego requer, muita das vezes, além de disposição para realizar as pesquisas, a sobra de uma verba para bancar os custos de acesso das centenas de milhares de sites que cadastram as vagas disponíveis nas empresas de todo o Brasil.

Sabe-se que o primeiro detetive particular do mundo apareceu no ano de 1850 na cidade de Chicago, Estados Unidos da América do Norte. Allan Pinkerton foi um dirigente sindical na Escócia e sendo perseguido pelo governo daquele país por questões políticas.

#VagasPeloBrasil 

Em vista da falta de profissionais devidamente qualificados para serviços de rastreamento e varredura de vagas de emprego pelo país, e com o intuito de descomplicar a vida de milhares de brasileiros que buscam crescimento ou recolocação profissional, a startup Goowit lança dentro de sua plataforma o seu primeiro e único detetive particular. O #VagasPeloBrasil apareceu no ano de 2020, em meio à crise, trazendo em seu relatório de investigação mais de 135 mil postos de trabalho.

A proposta é que em apenas um clique o profissional vá direto ao encontro daquela vaga que tem tudo a ver com ele. O acesso é gratuito para os usuários, mas o CEO da Goowit Deibson Silva não parou por aí, colocou à disposição, gratuitamente, uma inteligência artificial, o Sherppy para treinar humanos e dar dicas ao desempregado de como voltar para o mercado de trabalho. 

Entre as vagas, os estados mais procurados são: São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília, Paraná e Santa Catarina. E as principais áreas são do setor de Saúde, logística, TI, marketing/Marketing Digital.

“As mudanças vieram para ficar e o quanto antes o profissional fizer os ajustes, menos danos terá na carreira. Essa solução em Inteligência Artificial, que atua como Mentor Vocacional, ajuda os usuários no desenvolvimento de Soft e Hard Skills – habilidades comportamentais e técnicas, respectivamente-“, comenta.

A startup e rede social de recrutamento, que liga 300 mil usuários cadastrados na plataforma, programou seu algoritmo para fazer o match do candidato com a vaga desejada. O GOOWIT une Inteligência Artificial e People Analytics e faz a recolocação do profissional no mercado de trabalho. Combina desempregados e empresas com 99% de assertividade, reduz o tempo de contratação de 45 dias para 7 dias, além de garantir 30% de aumento na retenção de profissionais evitando, assim, prejuízos, já que Brasil é o 9º país do mundo que mais desperdiça dinheiro nas contratações e demissões.

Goowit

Vagas Goowit: https://goowit.com/

Sobre Goowit: Primeira rede social do mundo que faz o match ideal entre instituições e profissionais, além de mapear o perfil comportamental de cada candidato por meio de uma inteligência artificial, batizada de Sherppy, voltada especificamente ao people analytics. O Goowit, hoje, conecta mais de 300 mil pessoas a mais de mil empresas cadastradas na plataforma.

Deibson Silva- Ceo da Startup Goowit: Pesquisador e neuropsicólogo pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Palestrante internacional e escritor e autor de 2 best-sellers: o Decifre e influencie pessoas e Decifre seu talento. Ele faz parte do seleto grupo de autores brasileiros que tem livro na biblioteca de universidade Harvard. Fundador e CEO do Goowit, rede social profissional focada no desenvolvimento de competências e recolocação do usuário no mercado de trabalho. Foi também criador do CIS Assessment, software e metodologia que já impactou mais de 700 mil pessoas e tem seus resultados validados pelo departamento de Estatística da Universidade Federal do Ceará (UFC) com 98,8% de precisão. Atualmente, também desenvolve projetos com inteligência artificial e machine learning.

Deibson Silva-Foto: Divulgação


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *