MSF abre 100 leitos para pessoas com COVID-19 na Índia

O novo centro de tratamento vai atender pacientes infectados pelo novo coronavírus com sintomas leves e moderados

A organização internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) abriu nesta semana um centro de tratamento temporário com 100 leitos para pacientes de COVID-19 em Patna, capital do estado de Bihar, no nordeste da Índia. O país registra número números crescentes de pessoas com a doença. O total de infecções confirmadas no país já atinge quase meio milhão de pessoas.

COVID-19

O centro de tratamento de COVID-19 de MSF fica no Complexo Esportivo Patliputra, no estádio coberto de Patna. Gerenciado por MSF, a instalação inicialmente vai prover atendimento médico a pacientes com sintomas leves ou moderados para apoiar o isolamento de casos confirmados de COVID-19 e reduzir a disseminação do vírus.

À medida que a pandemia evolui e a demanda de oxigênio ultrapassa os suprimentos disponíveis, o foco passa a ser o fornecimento de oxigênio de alto fluxo para casos moderados e graves e cuidados paliativos dignos para aqueles que precisam. MSF está colaborando com o governo e as autoridades de saúde de Bihar, que encaminharão os pacientes para o centro. Isso aliviará a pressão sobre os hospitais administrados pelo governo e permitirá que eles se concentrem no tratamento de casos graves.

Ao todo, 180 profissionais de MSF vão trabalhar no centro oferecendo atendimento hospitalar, educação em saúde, apoio à saúde mental e acesso a todos os medicamentos essenciais e suprimentos médicos necessários para tratar casos moderados.

Responder a emergências é o cerne da ação de MSF“, disse o dr. Prince Mathew, coordenador-geral de MSF na Ásia. “Estamos usando nosso conhecimento e experiência em gestão de epidemias para ajudar a mitigar o impacto da COVID-19 no estado de Bihar.

Mathew observa que a atuação da organização é pautada no diálogo com instituições locais e governamentais: “essa pandemia afeta a todos nós. Por isso, a resposta precisa de trabalho em equipe. Nossa parceria com as autoridades locais de saúde nos permite ampliar a capacidade de tratamento, reduzir a mortalidade e prevenir novas infecções no estado.

As restrições à circulação de pessoas, em vigor desde o início de março, diminuíram nas últimas semanas em muitas áreas, mas espera-se que os casos continuem aumentando. Algumas regiões do país são suscetíveis ou particularmente vulneráveis a surtos de doenças, como Bihar.

Neste momento em que o mundo está enfrentando uma pandemia, é essencial que todas as partes interessadas trabalhem juntas e combatam a COVID-19“, disse Mangal Pandey, Ministro da Saúde de Bihar. “A iniciativa de MSF de abrir um hospital temporário para fornecer tratamento gratuito para pacientes de COVID-19 em Patna é um exemplo excelente de como cada contribuição conta e o governo de Bihar apoia o trabalho da organização“.

 Índia

Atualmente, o estado de Maharashtra tem o maior número de casos de COVID-19 na Índia. MSF iniciou atividades na área de Govandi, em Mumbai, para conter a transmissão do novo coronavírus e melhorar as condições de água e saneamento, e nas próximas semanas iniciará atividades para tratar pacientes diretamente.

Para saber mais informações sobre o trabalho de MSF na pandemia de COVID-19 e  esforços para manter projetos regulares no mundo todo, clique aqui.

Um grupo de profissionais de MSF verifica cuidadosamente os protocolos todos os dias no centro de tratamento na Índia-Foto: Aahana Dhar/MSF

Médicos Sem Fronteiras

Médicos Sem Fronteiras é uma organização humanitária internacional que leva cuidados de saúde a pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais, epidemias, desnutrição ou sem nenhum acesso à assistência médica. Oferece ajuda exclusivamente com base na necessidade das populações atendidas, sem discriminação de raça, religião ou convicção política e de forma independente de poderes políticos e econômicos. Também é missão da MSF chamar a atenção para as dificuldades enfrentadas pelas pessoas atendidas em seus projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *