Higiene dos aparelhos celulares é importante em tempos de coronavírus; confira como fazer

Em muitos casos, a higienização dos aparelhos celulares é uma questão que passa despercebida. Entretanto, a portabilidade deste eletrônico permite que ele seja levado para praticamente qualquer lugar, fazendo com que tenha contato com diferentes superfícies, o que reforça a importância de realizar a limpeza do celular periodicamente. Em um contexto de aumento de doenças causadas por vírus, como a COVID-19, o aparelho pode ser um meio de transmissão, já que o organismo acelular pode sobreviver em superfícies de plástico ou metal por até dois ou três dias. Caso alguém tenha contato com a superfície e, posteriormente, toque a boca ou o nariz, há chances de a pessoa ser contaminada.

Na hora de limpar o celular, é muito importante tomar cuidado para evitar molhar e danificar os componentes internos. É claro que acidentes podem acontecer no dia a dia, por isso é muito importante manter o aparelho assegurado e contratar um serviço de seguro para celular, que protege muito além de furtos e roubos, cobrindo problemas com líquidos, quedas e outros descuidos comuns.

Ao chegar em casa, é muito importante limpar o aparelho celular, para evitar uma possível contaminação. A higienização do aparelho é um processo simples, que deve ser realizado pelo menos duas vezes por dia, dependendo da frequência de utilização do eletrônico. Caso ele tenha sido tocado por outras pessoas ou colocado sobre superfícies em locais públicos, faça a limpeza assim que possível.

O primeiro passo é desligar o celular e retirar os acessórios, como capinhas e capas de proteção. Desplugue qualquer fio ligado, como fones de ouvido e, principalmente, o carregador, já que a limpeza nunca deve ser feita com ele conectado à tomada. Escolha um pano macio e que não solte fiapos para limpar o celular, sendo paninhos de microfibra ou panos de limpeza para óculos.

A limpeza deve ser feita somente com uso de álcool isopropílico com concentração 70% ou álcool etílico com concentração 70%. Água ou outros produtos químicos no geral não são recomendados, pois, após sua evaporação, podem deixar resíduos no aparelho, danificando seu funcionamento. O produto deve ser aplicado no pano, nunca diretamente no celular.

Passe o pano com a solução em toda a superfície externa do aparelho, evitando as aberturas, como a parte do microfone e as entradas de fone de ouvido e carregador. Para quem usa capinhas de proteção de plástico ou silicone, é importante higienizá-las também – basta lavar com água e sabão e colocar para secar sobre uma superfície limpa.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *